*

Offline jmendes

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 277
  • 2
Recurso Q37
« em: Junho 03, 2014, 09:01:24 pm »
Boa Tarde,

Infelizmente tenho o não aprovado por 1 questão, alguem me pode ajudar a recorrer desta questão? Tenho a certeza absoluta que é Nenhumas das anteriores...

Obrigado, Pela ajuda!




*

Offline xavierkk

  • C.C
  • Prata
  • **
  • 36
  • 0
Re: Recurso Q37
« Responder #1 em: Junho 04, 2014, 12:32:49 am »
Boa noite Caro Jmendes;

Vou-te deixar aqui a minha interpretação e resposta a esta questão! que, por acaso, não vai de encontro à proposta do contabilistas. net, e que infelizmente também não te será favorável. Espero que consigas encontrar forma de argumentar o teu raciocínio.

Nesta questão é preciso ler as coisas com atenção. Basicamente o que eles perguntam, qual será o procedimento necessário efectuar para calcular, no custeio variável, os custos de produção dos serviços.
Como deverás saber, o cálculo do custeio variável, em termos de custos de produção/serviços, só terá em conta os custos variáveis certo?!

Portanto, repara no que diz a resposta certa: No fim de cada período, a CA analisa: CF - Gastos imputados (Custos Totais). Ora, como sabes : CT = CF+ CV! Desse modo, se no final do periodo eu fizer a diferença entre os custos fixos e os totais, irá me dar os custos variáveis....Que, efetivamente, é o que vou precisar para cálcular os custos dos serviços em custeio variável!

Eu não tive grandes duvidas nesta! Admito que nos leva é a pensar a resposta noutra perspectiva!

Espero que consigas encontrar um argumento que sustenha a tua certeza! e consigas passar!
Eu tive a felicidade de ser aprovado, mas independenteme nte de qual for o teu resultado final, não desistas.

Cumprimentos,
Pj


*

Offline jmendes

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 277
  • 2
Re: Recurso Q37
« Responder #2 em: Junho 04, 2014, 09:21:39 am »
Bom dia...

Infelizmente tem lógica o seu raciocínio, acho que é uma grande rasteira... mas mesmo acham que é possível poder recorrer?


FOGO... estou mesmo chatiada, por um questão e será que não vou conseguir recorrer?

Obrigado, pela ajuda!


*

Offline ruicardoso

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 119
  • 3
Re: Recurso Q37
« Responder #3 em: Junho 04, 2014, 09:30:27 am »
Bom dia,

veja algumas das minhas dúvidas no tópico do fórum:
http://contabilistas.info/index.php?topic=17645.msg104929;topicseen#new

Pode ser que consiga ter alguma ideia para recorrer caso tenha alguma mal daquelas que eu sugiro. Se me conseguir explicar também algumas delas, ficar-lhe-ia agradecido.


*

Offline jmendes

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 277
  • 2
Re: Recurso Q37
« Responder #4 em: Junho 04, 2014, 09:41:35 am »
Bom dia Rui,

Em relação as suas questões de fiscalidade, veja nesta resolução :

http://contabilistas.info/index.php?topic=17520.0


Na questão 4 , também não consigo obter a resposta dada pela Ordem. A minha resolução dá nenhuma das anteriores, não consigo perceber, sinceramente.. ..

+500

*

Offline xavierkk

  • C.C
  • Prata
  • **
  • 36
  • 0
Re: Recurso Q37
« Responder #5 em: Junho 04, 2014, 02:46:52 pm »
Caro Rui,

No tópico que disponibilizou, não consigo ter acesso às questões! creio ter sido "removido" por não se enquadrar na finalidade daquele forum especifico.

Cumprimentos,
PJ

*

Offline ruicardoso

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 119
  • 3
Re: Recurso Q37
« Responder #6 em: Junho 04, 2014, 02:54:37 pm »
Sim, foi removido.

Mas pelo que já estive a ler e a verificar, só duas das que lá estavam é que ainda poderão ser passiveis de recurso. Que é a 4 e a 30 como já estão noutro tópico.

A 4 porque ainda ninguém conseguiu chegar aos 800 e a 30 porque na minha opinião por rendimento entende-se as rubricas que estão com sinal positivo numa demonstração de resultados (para ser mais fácil explicar). No entanto, naquele caso, estão a dizer que o rendimento é a diferença das rendas quando na verdade o que está escrito é o rendimento da sublocação. A sublocação dá-me um rendimento de por exemplo 100 e eu tenho que pagar ao senhorio 60. O rendimento da sublocação será os 100. Isto sou eu a pensar.

*

Offline Dantedy

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 516
  • 340
Re: Recurso Q37
« Responder #7 em: Junho 04, 2014, 04:25:45 pm »

Nesta questão é preciso ler as coisas com atenção. Basicamente o que eles perguntam, qual será o procedimento necessário efectuar para calcular, no custeio variável, os custos de produção dos serviços.
Como deverás saber, o cálculo do custeio variável, em termos de custos de produção/serviços, só terá em conta os custos variáveis certo?!

Portanto, repara no que diz a resposta certa: No fim de cada período, a CA analisa: CF - Gastos imputados (Custos Totais). Ora, como sabes : CT = CF+ CV! Desse modo, se no final do periodo eu fizer a diferença entre os custos fixos e os totais, irá me dar os custos variáveis....Que, efetivamente, é o que vou precisar para cálcular os custos dos serviços em custeio variável!

Eu não tive grandes duvidas nesta! Admito que nos leva é a pensar a resposta noutra perspectiva!

Boas,

Explica-me uma coisa, já que outra ponto de vista ajuda a ver a resposta de outra forma.

CT = CV + CF <=>  CT - CV = CF <=> CT - CF = CV, ou seja, num pequeno exemplo:
CT = 250; CV = 150 e CF = 100, pegando no esquema:
250 = 150 - 100 <=> 250 - 150 = 100 <=> 250 - 100 = 150.

No Sistema do Custeio Váriavel,os custos imputados aos serviços, são apenas os custos váriaveis. Neste sentido, quando se chega ao final do período, calcula-se a diferença entre Custo Total e Custo fixo. Ora não é isto que a resposta c) diz:

Uma empresa de transportes aéreos de passageiros segue o custeio variável no cálculos dos
custos de produção dos serviços pelo que:
a) O cálculo das margens dos serviços prestados está muito dificultado.
b) As diferenças encontradas entre os gastos do período e os gastos imputados não são
objeto de tratamento por parte da contabilidade analítica por serem sempre
irrelevantes.
c) No final de cada período contabilístico a contabilidade analítica calcula a diferença
entre os gastos de conversão de natureza fixa
(= Custos fixos) do período e os gastos imputados aos
custos dos serviços prestados
(= Custo variável, já que estamos no sistema de custeio variável).

= CF - CV = ????? (é aqui que não tinha percebido aonde está resposta está sequer correcta, pois calcula-se a diferença entre o custo fixo e o custo total, os que foram imputados ao serviços apenas são custos variáveis. Pegando no exemplo dos números que dei acima, para quê quero saber a diferença descrita na resposta c)?)

d) Nenhuma das anteriores

Na prática, sou forçado a acreditar que o que a OTOC queria dizer é que calcula-se a diferença, e por isso temos um valor para gastos fixos e outros para gastos variáveis, mas com um uso de português  e colocação de palavras que a mim estranha-me. Mais daí dizerem "entre".

Se eu dizer para calcular a diferença entre o CT e CV será CT - CV, certo?

*

Offline Dantedy

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 516
  • 340
Re: Recurso Q37 - Pormenor
« Responder #8 em: Junho 04, 2014, 05:08:42 pm »
Para exemplificar que a OTOC poderá ter-se enganado e como tenho tudo organizado de analítica nos meus cadernos, então mostro o seguinte:

Questão 34 (2013/06): Uma empresa de transportes marítimos de passageiros segue o custeio racional no cálculo dos custos de produção (serviços), pelo que:
a)   O cálculo das margens dos serviços prestados está muito dificultado.
b)   As diferenças encontradas entre os gastos do período e os gastos imputados não são objecto de tratamento por parte da contabilidade analítica por serem sempre irrelevantes.
c)   No final de cada período contabilístico a contabilidade analítica calcula a diferença entre os gastos de conversão de natureza fixa do período e os gastos imputados aos custos dos serviços prestados.
d)   Nenhuma das anteriores.

O que está a negrito foi a resposta correcta. Isto porque certa parte dos custos fixos são imputados aos produtos/serviços, razão pela qual, é necessário calcular a diferença. O mesmo não acontece no custeio Variável, pois os custos imputados ao serviço, são apenas os variáveis.
« Última modificação: Junho 04, 2014, 05:10:33 pm por Dantedy »

*

Offline xavierkk

  • C.C
  • Prata
  • **
  • 36
  • 0
Re: Recurso Q37
« Responder #9 em: Junho 04, 2014, 06:33:48 pm »
Viva caro Dantedy,

Em primeiro lugar, e certamente com a vasta experiência que tens em corrigir exames e em acompanhar as questões da OTOC, eu não me posso dar ao "luxo" de procurar contraria-te numa exposição clara como a que apresentar, e que eu concordo.

Mas, continuo a discordar com a resposta! Porque?! é uma questão de Português! Concordo com o teu raciocínio na totalidade, excepto na interpretação da pergunta.

Pensa que a chave da resposta está na palavra "calcula"! Pensa comigo:

ma empresa de transportes aéreos de passageiros segue o custeio variável no cálculos dos
custos de produção dos serviços pelo que:
a) O cálculo das margens dos serviços prestados está muito dificultado.
b) As diferenças encontradas entre os gastos do período e os gastos imputados não são
objeto de tratamento por parte da contabilidade analítica por serem sempre
irrelevantes.
c) No final de cada período contabilístico a contabilidade analítica calcula a diferença
entre os gastos de conversão de natureza fixa (= Custos fixos) do período e os gastos imputados aos
custos dos serviços prestados.
(a Otoc, no enunciado diz que a empresa utiliza o Custeio variável! e na resposta, ela não nos pergunta o que a empresa "deverá fazer" mas sim o que faz no final de cada ano... Como te disse, a palavra chave é "calcula". Isto é, como ela está no custeio variável, no final do ano, ela calcula esta diferença por forma a obter os custos variáveis e ai, efetuar o respetivo custeio.

Estas a partir de um ponto diferente daquele que eu interpreto. Estas a considerar que como ela já calcula, que quando na resposta a OTOC fala em custos de incorporação já está a considerar ( por estar no custeio variável) a imputação apenas desses custos. E nessa perspectiva dava-te razão. Mas como a palavra "calcula", na minha opinião, remete ao que ela "costuma" fazer, para efectuar o dito custeio.

Ou seja: A empresa apresenta 150 de IMPUTADOS ( VARIÁVEIS);
No final do ano, para obter aqueles 150, ela "calcula" a diferença entre os 250 e os 100!

Admito sim, que o facto de eles colocarem : "gastos imputados aos custos dos serviços prestados", complique a interpretação e de que maneira. Eu entendi, que ao dizerem isto, estavam a fazer referência aos custos imputados aos serviços prestados no sentido lato. Querendo significar a totalidade dos custos.

É uma questão de forma, não de substância!

Espero que tenhas compreendido a minha perspectiva. Agora, se efectivamente não era isto que eles pretendiam, provavelmente a tua forma de interpretar a pergunta esteja correta! E provavelmente tenha se enganado. Agora que na minha opinião consigo compreender a pergunta e a resposta?! consigo, da forma que te tentei evidenciar.

Analisando a questão que trazes de 2013, e eu admito não me prender à forma como eles pensam, mas sim como eu interpreto as questões, sendo naturalmente um risco evidente, posso considerar que provavelmente se terão enganado na elaboração da questão. Unicamente pelo facto de serem contraditórios se assumirem a minha forma de pensar, com a que utilizaram nessa questão.

Agora, como eu não costumo fazer uma análise comparativa destas questões, porque entendo estar a ser claramente formatado.

P.S.:(Os custos imputados aos serviços, não são necessariament e apenas e só os variáveis!)

Posto isto, e aos nossos colegas menos afortunados, exposta esta dualidade de interpretações e independenteme nte de eu ter alguma razão, ou o nosso colega Dantedy, devem, com toda a certeza, recorrer desta questão!

Já agora, Dantedy, pude usufruir de algumas das tuas propostas de resolução de exames de anos anteriores, e agradeço-te por toda a dedicação. Foi-me muito útil, e certamente a alguns milhares de candidatos.

Cumprimentos,
PJ










*

Offline Dantedy

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 516
  • 340
Re: Recurso Q37
« Responder #10 em: Junho 05, 2014, 10:05:07 am »
Viva caro Dantedy,

Em primeiro lugar, e certamente com a vasta experiência que tens em corrigir exames e em acompanhar as questões da OTOC, eu não me posso dar ao "luxo" de procurar contraria-te numa exposição clara como a que apresentar, e que eu concordo.

Mas, continuo a discordar com a resposta! Porque?! é uma questão de Português! Concordo com o teu raciocínio na totalidade, excepto na interpretação da pergunta.

Pensa que a chave da resposta está na palavra "calcula"! Pensa comigo:

ma empresa de transportes aéreos de passageiros segue o custeio variável no cálculos dos
custos de produção dos serviços pelo que:
a) O cálculo das margens dos serviços prestados está muito dificultado.
b) As diferenças encontradas entre os gastos do período e os gastos imputados não são
objeto de tratamento por parte da contabilidade analítica por serem sempre
irrelevantes.
c) No final de cada período contabilístico a contabilidade analítica calcula a diferença
entre os gastos de conversão de natureza fixa (= Custos fixos) do período e os gastos imputados aos
custos dos serviços prestados.
(a Otoc, no enunciado diz que a empresa utiliza o Custeio variável! e na resposta, ela não nos pergunta o que a empresa "deverá fazer" mas sim o que faz no final de cada ano... Como te disse, a palavra chave é "calcula". Isto é, como ela está no custeio variável, no final do ano, ela calcula esta diferença por forma a obter os custos variáveis e ai, efetuar o respetivo custeio.

Estas a partir de um ponto diferente daquele que eu interpreto. Estas a considerar que como ela já calcula, que quando na resposta a OTOC fala em custos de incorporação já está a considerar ( por estar no custeio variável) a imputação apenas desses custos. E nessa perspectiva dava-te razão. Mas como a palavra "calcula", na minha opinião, remete ao que ela "costuma" fazer, para efectuar o dito custeio.

Ou seja: A empresa apresenta 150 de IMPUTADOS ( VARIÁVEIS);
No final do ano, para obter aqueles 150, ela "calcula" a diferença entre os 250 e os 100!

Admito sim, que o facto de eles colocarem : "gastos imputados aos custos dos serviços prestados", complique a interpretação e de que maneira. Eu entendi, que ao dizerem isto, estavam a fazer referência aos custos imputados aos serviços prestados no sentido lato. Querendo significar a totalidade dos custos.

É uma questão de forma, não de substância!

Espero que tenhas compreendido a minha perspectiva. Agora, se efectivamente não era isto que eles pretendiam, provavelmente a tua forma de interpretar a pergunta esteja correta! E provavelmente tenha se enganado. Agora que na minha opinião consigo compreender a pergunta e a resposta?! consigo, da forma que te tentei evidenciar.

Analisando a questão que trazes de 2013, e eu admito não me prender à forma como eles pensam, mas sim como eu interpreto as questões, sendo naturalmente um risco evidente, posso considerar que provavelmente se terão enganado na elaboração da questão. Unicamente pelo facto de serem contraditórios se assumirem a minha forma de pensar, com a que utilizaram nessa questão.

Agora, como eu não costumo fazer uma análise comparativa destas questões, porque entendo estar a ser claramente formatado.

P.S.:(Os custos imputados aos serviços, não são necessariament e apenas e só os variáveis!)

Posto isto, e aos nossos colegas menos afortunados, exposta esta dualidade de interpretações e independenteme nte de eu ter alguma razão, ou o nosso colega Dantedy, devem, com toda a certeza, recorrer desta questão!

Já agora, Dantedy, pude usufruir de algumas das tuas propostas de resolução de exames de anos anteriores, e agradeço-te por toda a dedicação. Foi-me muito útil, e certamente a alguns milhares de candidatos.

Cumprimentos,
PJ

 ;)

Obrigado pela tua colaboração, porque tentar fazer as 50 questões sozinho (apenas um ponto de vista), as vezes preciso de outro ponto de vista, de modo a que eu sente nesse ponto de vista e veja alguma palavra chave que me faltou olhar.

E como mostras-te, creio que a palavra chave foi no enunciado antes das respostas: "nos cálculos dos custos de produção dos serviços" que é igual a CV+CF (de CT = CF+CV), pelo que se tem de calcular a diferença entre eles (os custos imputados aos serviços são apenas os variáveis, por estarmos no sistema de custeio variável). Embora não apreciei o português usado pela OTOC, é aceitável de certa forma, se bem que se eu disser que se calcula a diferença entre 200 e 150, o que darei a pensar é: 200-150 = 50.

Vou então adicionar este raciocínio nos argumentos que me faltam corrigir.
« Última modificação: Junho 05, 2014, 10:28:05 am por Dantedy »

 

Recurso

Iniciado por tatianaduarteQuadro Analise ao exame FEV 2012

Respostas: 6
Visualizações: 347
Última mensagem Maio 07, 2012, 09:02:39 am
por Joana Filipa
Recurso

Iniciado por NSANTOSQuadro Analise ao exame FEV 2012

Respostas: 0
Visualizações: 185
Última mensagem Maio 17, 2012, 03:22:13 pm
por NSANTOS
Recurso Q 06

Iniciado por LiquinhasQuadro Análise ao exame JUN13

Respostas: 75
Visualizações: 1994
Última mensagem Outubro 06, 2013, 08:33:21 pm
por Escorpiaor1
Recurso Q 10

Iniciado por LiquinhasQuadro Análise ao exame JUN13

Respostas: 26
Visualizações: 828
Última mensagem Julho 31, 2013, 03:32:25 pm
por Claudia Rocha
Recurso Q 11

Iniciado por LiquinhasQuadro Análise ao exame JUN13

Respostas: 20
Visualizações: 622
Última mensagem Julho 25, 2013, 09:17:07 pm
por Rosinda Cristina
Booking.com

Mensagens recentes

Re: Redução do vencimento: legal? por jpnop
[Dezembro 17, 2017, 05:11:42 pm]


Re: Utilização da viatura da empresa para uso pessoal por Jmrquintas
[Dezembro 16, 2017, 11:51:47 am]


Redução do vencimento: legal? por jpnop
[Dezembro 16, 2017, 11:29:58 am]


Tributaçao autonoma por Jmrquintas
[Dezembro 15, 2017, 10:33:44 pm]


Re: UBER INDEPENDENTE VS UNIPESSOAL por protasio
[Dezembro 15, 2017, 06:23:30 pm]


Mapa Excel Apoio Ajudas de Custos/Deslocações VL 1.O por Cartimancio
[Dezembro 15, 2017, 04:11:04 pm]


Imobilizado incorreto/inexistente por CatiaRebelo
[Dezembro 15, 2017, 03:46:20 pm]


Country-by-Country Report (CbC Report) Modelo 54 por RMSP71
[Dezembro 15, 2017, 11:57:17 am]


Re: Reavaliação de imóveis por dbotelho15
[Dezembro 15, 2017, 12:14:40 am]


Re: Imposto sobre sacos de plástico por dbotelho15
[Dezembro 15, 2017, 12:04:45 am]


Centralize Dados Fiscais dos seus Clientes e efectue Login Automático por Softwhere
[Dezembro 14, 2017, 11:01:04 pm]


Apoio aquisição ferramentas por Diomar
[Dezembro 14, 2017, 08:14:13 pm]

Votações

Você não está autorizado a ver Sondagens neste quadro.
Dezembro 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 [18] 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31