*

Offline dbotelho15

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 772
  • 6
Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« em: Novembro 20, 2014, 01:02:16 pm »
Bom dia,

Tenho dúvida em relação ao pagamento de Seg.Social de um contribuinte que fechou actividade em 2009 e reabriu este ano.

Como não é o primeiro ano com actividade aberta não ficará sujeito ao pagamento da Seg.Social? O mesmo não tem mais rendimentos e estuda, fazendo parte do agregado familiar dos pais.

Antecipadament e grata.


Cumprimentos,
Botelho


*

Offline debsousa

  • C.C
  • Diamante
  • *****
  • 4609
  • 107
  • "A Vida é para ser Vivida.... Desfrute!"
Re: Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« Responder #1 em: Novembro 20, 2014, 01:35:48 pm »
Julgo que não terá direito a isenção por já ter tido atividade. No entanto aguarde outras opiniões.
Cumprimentos,
Débora Sousa


*

Offline AndreiaM

  • Assessor
  • Diamante
  • *****
  • 4750
  • 165
Re: Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« Responder #2 em: Novembro 20, 2014, 01:44:00 pm »
Não tem direito a isenção.
Julgo que ficará enquadrado no 1º escalão.

Espero ter ajudado

Bom dia,

Tenho dúvida em relação ao pagamento de Seg.Social de um contribuinte que fechou actividade em 2009 e reabriu este ano.

Como não é o primeiro ano com actividade aberta não ficará sujeito ao pagamento da Seg.Social? O mesmo não tem mais rendimentos e estuda, fazendo parte do agregado familiar dos pais.

Antecipadament e grata.


*

Offline Lisnina

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 123
  • 22
Re: Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« Responder #3 em: Novembro 20, 2014, 03:32:36 pm »
Boa tarde

Creio que se aplica à questão colocada o artigo 165.º do Código Contributivo.

Cumprimentos


Artigo 165º - Determinação da base de incidência contributiva em situações especiais
1 - Sempre que o trabalhador independente opte pela produção de efeitos do enquadramento em
datas anteriores às previstas no n.º 2 do artigo 145.º, é fixada, oficiosamente, como base de
incidência contributiva o 1.º escalão, sem prejuízo do disposto no n.º 3.
2 - Sem prejuízo do disposto nos números seguintes, em caso de reinício de atividade, a base de
incidência contributiva é determinada nos termos seguintes:

a) Corresponde ao escalão obtido em Outubro último se a cessação ocorrer no decurso de
12 meses de produção de efeitos do posicionamento referido no n.º 5 do artigo 163.º;
b) Corresponde ao escalão que for determinado por aplicação das regras do artigo 163.º e
dos n.ºs 1 e 2 do artigo 164.º, se se verificar a existência de rendimentos declarados que
permitam tal apuramento;
c) Corresponde a 50 % do valor do IAS se não se verificar a existência de rendimentos
declarados que permitam o apuramento de base de incidência contributiva.
3 - Nos casos dos números anteriores, os trabalhadores que tenham estado abrangidos nos
últimos 36 meses pelo regime geral de segurança social em todas as eventualidades, podem
requerer que lhes seja considerada como base de incidência o escalão que for o correspondente
à sua remuneração média nesse período desde que determine escalão superior.
4 - Os trabalhadores independentes que vão exercer a respectiva actividade em país estrangeiro e
que optem por manter o seu enquadramento no regime geral dos trabalhadores independentes,
nos termos do artigo 138.º, permanecem no escalão em que se encontram.
5 - Nos casos previstos na alínea c) do n.º 2, o trabalhador independente pode requerer a
aplicação do 1.º escalão.


*

Offline nunomv

  • T. Contabilidade
  • Platina
  • ****
  • 991
  • 30
Re: Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« Responder #4 em: Novembro 20, 2014, 04:50:12 pm »
Boa tarde,
Base de incidência contributiva no reinício de atividade
No caso de reinício de atividade, a base de incidência contributiva é calculada da forma seguinte:
1) Se o trabalhador tiver cessado a atividade nos 12 meses seguintes à produção de efeitos do posicionamento anual (em outubro), é posicionado no mesmo escalão.
De acordo com as regras de determinação do escalão, se existirem rendimentos declarados que permitam o apuramento da base de incidência contributiva;
2) Corresponde a 50% do valor do IAS (209,61€), se não existirem rendimentos declarados que permitam o apuramento da base de incidência contributiva. Nesta situação, o trabalhador independente pode requerer a aplicação do 1º escalão;
3) Os trabalhadores que nos últimos 36 meses, antes do reinício de atividade, tenham estado abrangidos pelo regime de segurança social em todas as eventualidades (ex.: trabalhador por conta de outrem) podem requerer que lhes seja considerada como Base de Incidência
Guia Prático – Inscrição, Alteração e Cessação de Atividade de Trabalhador Independente
ISS, I.P Pág. 15/23
Contributiva o escalão que for o correspondente à sua remuneração média nesse período, desde que determine um escalão superior

Veja o anexo, espero que ajude...
Cumprimentos,
Nunomvs

+500

*

Offline dbotelho15

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 772
  • 6
Re: Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« Responder #5 em: Novembro 21, 2014, 05:29:58 pm »


Boa tarde,
Contactei a Seg.Social e acho por bem deixar aqui a informação disponibilizad :) :

Ora existem 2situações:

-1ºano actividade:
isenção de Seg.Social durante 12meses;

- Encerramento e reabertura actividade:
. Se no primeiro ano não completou os 12meses de isenção fica isenta os meses que falta até totalizar 12;
. Se já completou 12meses de isenção o escalão que fica enquadrada dependerá do rendimento declarado. Se for <6 x IAS não paga Seg.Social. No ano seguinte voltam a confirmar o rendimento e se o mesmo acontecer, volta a ficar isento de pagamento isso no máximo de 3anos :)

Todos os anos em Outubro Seg.Social e A.T cruzam informação confirmando os rendimentos declarados no Mod3 e verificar desta forma qual o escalão que o beneficiário deve ficar.





Obrigada colega, enquadra-se no que referiu:

Boa tarde,
Base de incidência contributiva no reinício de atividade
No caso de reinício de atividade, a base de incidência contributiva é calculada da forma seguinte:
1) Se o trabalhador tiver cessado a atividade nos 12 meses seguintes à produção de efeitos do posicionamento anual (em outubro), é posicionado no mesmo escalão.
De acordo com as regras de determinação do escalão, se existirem rendimentos declarados que permitam o apuramento da base de incidência contributiva;
2) Corresponde a 50% do valor do IAS (209,61€), se não existirem rendimentos declarados que permitam o apuramento da base de incidência contributiva. Nesta situação, o trabalhador independente pode requerer a aplicação do 1º escalão;
3) Os trabalhadores que nos últimos 36 meses, antes do reinício de atividade, tenham estado abrangidos pelo regime de segurança social em todas as eventualidades (ex.: trabalhador por conta de outrem) podem requerer que lhes seja considerada como Base de Incidência
Guia Prático – Inscrição, Alteração e Cessação de Atividade de Trabalhador Independente
ISS, I.P Pág. 15/23
Contributiva o escalão que for o correspondente à sua remuneração média nesse período, desde que determine um escalão superior

Veja o anexo, espero que ajude...
Cumprimentos,
Botelho

*

Offline dbotelho15

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 772
  • 6
Re: Pagamento Seg.Social- reabertura de actividade
« Responder #6 em: Novembro 21, 2014, 05:31:57 pm »
obrigada colega, era mesmo isso. A Seg.Social tem muito que se lhe diga!


Boa tarde

Creio que se aplica à questão colocada o artigo 165.º do Código Contributivo.

Cumprimentos


Artigo 165º - Determinação da base de incidência contributiva em situações especiais
1 - Sempre que o trabalhador independente opte pela produção de efeitos do enquadramento em
datas anteriores às previstas no n.º 2 do artigo 145.º, é fixada, oficiosamente, como base de
incidência contributiva o 1.º escalão, sem prejuízo do disposto no n.º 3.
2 - Sem prejuízo do disposto nos números seguintes, em caso de reinício de atividade, a base de
incidência contributiva é determinada nos termos seguintes:

a) Corresponde ao escalão obtido em Outubro último se a cessação ocorrer no decurso de
12 meses de produção de efeitos do posicionamento referido no n.º 5 do artigo 163.º;
b) Corresponde ao escalão que for determinado por aplicação das regras do artigo 163.º e
dos n.ºs 1 e 2 do artigo 164.º, se se verificar a existência de rendimentos declarados que
permitam tal apuramento;
c) Corresponde a 50 % do valor do IAS se não se verificar a existência de rendimentos
declarados que permitam o apuramento de base de incidência contributiva.
3 - Nos casos dos números anteriores, os trabalhadores que tenham estado abrangidos nos
últimos 36 meses pelo regime geral de segurança social em todas as eventualidades, podem
requerer que lhes seja considerada como base de incidência o escalão que for o correspondente
à sua remuneração média nesse período desde que determine escalão superior.
4 - Os trabalhadores independentes que vão exercer a respectiva actividade em país estrangeiro e
que optem por manter o seu enquadramento no regime geral dos trabalhadores independentes,
nos termos do artigo 138.º, permanecem no escalão em que se encontram.
5 - Nos casos previstos na alínea c) do n.º 2, o trabalhador independente pode requerer a
aplicação do 1.º escalão.

Cumprimentos,
Botelho

 

Pagamento do IVA após cessar actividade

Iniciado por fatima1976Quadro IVA

Respostas: 0
Visualizações: 814
Última mensagem Dezembro 16, 2014, 07:00:36 pm
por fatima1976
Inicio de Actividade na Segurança Social

Iniciado por AZJQuadro Segurança Social

Respostas: 4
Visualizações: 1314
Última mensagem Fevereiro 20, 2013, 10:18:49 pm
por Cláudia Gomes
Reinicio de actividade - Segurança Social

Iniciado por jsoares919Quadro Segurança Social

Respostas: 5
Visualizações: 1353
Última mensagem Fevereiro 11, 2015, 03:52:51 pm
por jsoares919
PRATICA ACTIVIDADE NÃO DEFINIDA NO OBJECTO SOCIAL

Iniciado por NunoFariasQuadro LGT

Respostas: 0
Visualizações: 1063
Última mensagem Junho 06, 2016, 04:58:11 pm
por NunoFarias
Reembolso Pagamento Especial por Conta em cessação de actividade

Iniciado por nredondoQuadro IRC

Respostas: 2
Visualizações: 2833
Última mensagem Agosto 01, 2014, 12:53:48 am
por paulalage
Booking.com

Mensagens recentes

Re: Utilização da viatura da empresa para uso pessoal por Jmrquintas
[Hoje às 11:51:47 am]


Redução do vencimento: legal? por jpnop
[Hoje às 11:29:58 am]


Tributaçao autonoma por Jmrquintas
[Dezembro 15, 2017, 10:33:44 pm]


Re: UBER INDEPENDENTE VS UNIPESSOAL por protasio
[Dezembro 15, 2017, 06:23:30 pm]


Mapa Excel Apoio Ajudas de Custos/Deslocações VL 1.O por Cartimancio
[Dezembro 15, 2017, 04:11:04 pm]


Imobilizado incorreto/inexistente por CatiaRebelo
[Dezembro 15, 2017, 03:46:20 pm]


Country-by-Country Report (CbC Report) Modelo 54 por RMSP71
[Dezembro 15, 2017, 11:57:17 am]


Re: Reavaliação de imóveis por dbotelho15
[Dezembro 15, 2017, 12:14:40 am]


Re: Imposto sobre sacos de plástico por dbotelho15
[Dezembro 15, 2017, 12:04:45 am]


Centralize Dados Fiscais dos seus Clientes e efectue Login Automático por Softwhere
[Dezembro 14, 2017, 11:01:04 pm]


Apoio aquisição ferramentas por Diomar
[Dezembro 14, 2017, 08:14:13 pm]


Re: Uber - tipo de empresa e de contabilidade por neto.joana
[Dezembro 14, 2017, 06:00:42 pm]

Votações

Você não está autorizado a ver Sondagens neste quadro.
Dezembro 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 [16]
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31