*

Offline Liliana Raposo

  • C.C
  • Prata
  • **
  • 25
  • 0
IRS 2015
« em: Fevereiro 23, 2016, 11:50:33 am »
Bom dia.

Gostaria de pedir ajuda relativamente ao IRS referente ao ano de 2015.

Um contribuinte cujo único rendimento é a pensão de morte do conjugue, logo não efetua retenções.

Sei que não é obrigado a enviar declaração porque não ultrapassa os limites, mas de qualquer das formas, com esta história das faturas, pode ter algum valor a receber?

E relativamente à validação das faturas, tenho a declaração de IRS emitida pela Universidade, mas as faturas não estão validadas no efatura. Posso colocar na declaração?

Com os melhores cumprimentos e bom trabalho a todos




*

Offline brisol82441

  • T. Contabilidade
  • Ouro
  • ***
  • 66
  • 3
Re: IRS 2015
« Responder #1 em: Fevereiro 23, 2016, 01:46:43 pm »
Boa tarde, as deduções à coleta não permitem imposto a receber. Só teria a receber se tivesse feito retenção.


*

Offline paula batalha

  • T. Contabilidade
  • Platina
  • ****
  • 206
  • 7
Re: IRS 2015
« Responder #2 em: Fevereiro 23, 2016, 02:17:43 pm »
 Boa tarde colega, estão a desenvolver uma nova página no portal das finanças para despesas que não estão no e-Fatura, que estará disponível em princípio, dia 01 de Março.

Nessa página conseguiremos ver todas as despesas que atualmente não conseguimos validar no e-fatura:

• Despesas tituladas por faturas emitidas por entidades legalmente obrigadas à sua emissão ou que por tal tenham optado.
• Os recibos eletrónicos de renda não são comunicados no e-fatura, sendo os respetivos valores posteriormente apresentados pela AT até 15 de março.
• Não constam igualmente do e-fatura, sendo os respetivos valores apresentados posteriormente pela AT até 15 de março:
a) As taxas moderadoras cobradas por entidades que não estejam obrigadas à emissão de fatura, fatura-recibo ou recibo;
b) Os prémios de seguros de saúde ou contribuições pagas a associações mutualistas ou a instituições sem fins lucrativos que tenham por objeto a prestação de cuidados de saúde que, em qualquer dos casos, cubram exclusivamente os riscos de saúde, caso não tenham procedido à emissão de fatura por a tal não estarem obrigados;
c) As propinas e outras despesas de formação e educação cobradas por entidades que não estejam obrigadas à emissão de fatura, fatura-recibo ou recibo;
d) Os encargos com lares cobrados por entidades que não estejam obrigadas à emissão de fatura, fatura-recibo ou recibo;
e) Juros de dívidas, por contratos celebrados até 31 de dezembro de 2011, contraídas com a aquisição, construção ou beneficiação de imóveis para habitação própria e permanente ou arrendamento devidamente comprovado para habitação permanente do
arrendatário, incluindo as prestações decorrentes de contratos celebrados com cooperativas de habitação ou no âmbito do regime de compras em grupo e com essas
mesmas finalidades;
f) Os juros contidos nas rendas por contratos de locação financeira celebrados até 31.12.2011 relativos a imóveis para habitação própria e permanente e juros suportados
pelos arrendatários de imóveis dos Fundos de Investimento Imobiliário para Arrendamento Habitacional (FIIAH).


Espero ter ajudado! :)


*

Offline ricardof.silva

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 928
  • 44
Re: IRS 2015
« Responder #3 em: Fevereiro 23, 2016, 02:25:27 pm »
Art.º 78 do CIRS
"
1.....
2-São ainda deduzidos à coleta os pagamentos por conta do imposto e as importâncias retidas na
fonte que tenham aquela natureza, respeitantes ao mesmo período de tributação, bem como as
retenções efetuadas ao abrigo do artigo 11.º da Diretiva n.º 2003/48/CE, de 3 de junho.

3 - As deduções referidas neste artigo são efetuadas pela ordem nele indicada e apenas as previstas no número anterior, quando superiores ao imposto devido, conferem direito ao reembolso da diferença."

Só com as despesas mencionadas no n.º1 do presente artigo mesmo que superior à coleta não confere direito a reembolso.


*

Offline Liliana Raposo

  • C.C
  • Prata
  • **
  • 25
  • 0
Re: IRS 2015
« Responder #4 em: Fevereiro 23, 2016, 04:44:05 pm »
Obrigada.

Eu só perguntei porque o que eu percebi desta treta toda das faturas com contribuinte, e das deduções que agora eram muitas, sempre pensei que fossemos buscar algum. (sinceramente acho que cheguei mesmo a ver que recebiamos uma percentagem do que gastavamos).
Mas como o contribuinte cada vez mais trabalha para o estado, relamente não fazia sentido.

Obrigada a todos!!

+500

 

Portaria n.º 404/2015 - Diário da República n.º 224/2015, Série I de 2015-11-16

Iniciado por Fátima V

Respostas: 1
Visualizações: 516
Última mensagem Novembro 16, 2015, 10:36:42 am
por ricardof.silva
IRS 2015 Ato isolado, fatura passada em 2016 com data de 2015

Iniciado por alexandersanto

Respostas: 3
Visualizações: 983
Última mensagem Maio 05, 2016, 09:42:55 am
por alexandersanto
IRS 2015

Iniciado por Costa#15

Respostas: 10
Visualizações: 1628
Última mensagem Julho 13, 2015, 08:56:50 am
por Costa#15
irs 2015

Iniciado por arturtiago

Respostas: 3
Visualizações: 307
Última mensagem Outubro 28, 2015, 04:47:34 pm
por debsousa
IRS 2015

Iniciado por sonia.gomes

Respostas: 2
Visualizações: 318
Última mensagem Novembro 07, 2015, 06:50:10 pm
por contabilistas.net

Votações

Você não está autorizado a ver Sondagens neste quadro.
Maio 2017
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 [23] 24 25 26 27
28 29 30 31

Desculpe! Não há eventos disponíveis neste momento.