*

Offline dluis

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 106
  • 15
Q40
« em: Junho 04, 2016, 09:57:04 pm »
Não respondi




*

Offline HMCorreia

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 137
  • 5
Re: Q40
« Responder #1 em: Junho 04, 2016, 10:23:38 pm »
Debita 41581 e Creditar 772


*

Offline t.nunes

  • C.C
  • Platina
  • ****
  • 211
  • 3
  • C/ força de vontade e determinação tudo se alcança
Re: Q40
« Responder #2 em: Junho 04, 2016, 11:34:44 pm »
deb 41581 cred 772 150€
deb 2741 cred 8122 31,50€


*

Offline claudia

  • Estagiário OCC
  • Platina
  • ****
  • 477
  • 31
  • Persistência é importante.
Re: Q40
« Responder #3 em: Junho 04, 2016, 11:38:40 pm »

Debita 41581, Creditar 772, debita 2741 e credita 8122
Cumprimentos!
Claudia Santos


*

Offline sjanota

  • Estagiário OCC
  • Ouro
  • ***
  • 104
  • 1
Re: Q40
« Responder #4 em: Junho 05, 2016, 11:02:35 am »
Não respondi

Plus500

*

Offline antpcml

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 66
  • 1
Re: Q40
« Responder #5 em: Junho 05, 2016, 05:58:59 pm »
Debita 41581 e credita 772.

Tive dúvidas mas não percebi o porquê do ativo por imposto diferido.

*

Offline ssimao93

  • Estagiário OCC
  • Prata
  • **
  • 13
  • 1
Re: Q40
« Responder #6 em: Junho 05, 2016, 08:37:55 pm »
Debita 41581 e credita 772.

Respondi esta, pois como se tratava de JV pensei que não faria sentido falarmos em impostos diferidos.. Mas não tenho a certeza

*

Offline lenia_12

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 157
  • 0
Re: Q40
« Responder #7 em: Junho 06, 2016, 11:55:47 am »
deb 41581 cred 772 150€
deb 2741 cred 8122 31,50€

*

Offline Sandrine Pereira

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 113
  • 1
Re: Q40
« Responder #8 em: Junho 06, 2016, 04:09:58 pm »
Debita 41581 e Creditar 772

*

Offline lenia_12

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 157
  • 0
Re: Q40
« Responder #9 em: Junho 07, 2016, 06:13:27 pm »
» Pergunta 28: Como deve ser efetuado o tratamento a nível do reconhecimento, mensuração e registo contabilístico das contribuições para o fundo de compensação do trabalho (FCT) e para o fundo de garantia de compensação do trabalho (FGCT), cujos regimes jurídicos foram estabelecidos pela Lei n.º 70/2013, de 30 de Agosto?

Resposta (em 10DEZ2013): Relativamente à questão colocada, a CNC entende que relativamente às entidades que apliquem o regime geral consignado no SNC:

1.   As entregas mensais para o FCT, efetuadas pela entidade empregadora, devem ser reconhecidas como um ativo financeiro dessa entidade, mensurado pelo justo valor, com as respetivas variações reconhecidas em resultados, considerando-se que o valor das unidades de participação divulgado pela entidade gestora do fundo poderá ser um referencial prático para o efeito.
2.   O registo contabilístico do ativo financeiro referido em 1. será feito numa subconta adequada da conta 415 – Outros investimentos financeiros.
3.   As variações de justo valor devem ser registadas na conta 772 – Ganhos por aumentos de justo valor em investimentos financeiros ou na conta 662 – Perdas por reduções de justo valor em investimentos financeiros.
4.   Haverá lugar ao reconhecimento de impostos diferidos, uma vez que a quantia da eventual valorização gerada pelas aplicações financeiras dos valores do FCT só é considerada rendimento para efeitos tributários no momento do reembolso à entidade empregadora.
5.   As entregas mensais para o FGCT, efetuadas pela entidade empregadora, devem ser reconhecidas como gasto do período a que respeitam, utilizando-se, para o efeito, uma subconta apropriada da conta 635 – Gastos com o pessoal - Encargos sobre remunerações, com o título Fundo de garantia de compensação do trabalho.

http://www.cnc.min-financas.pt/faqs_empresarial.html
http://www.iatoc.org/detalhe.aspx?param=6xaQnimFh6ShIR4NKdOwDLXlTbEvr/5Ilqgjx3vXTzaqI1FEbJA4mNvRZjDPpnZ4rnR91oIEbod7eI+rT4sqfKFAuQzhRnIEWS0eZxGaBxOLTQi1QCA9EHoU+g1lOOk9F+9ViP/8SvM=

*

Offline Panpoejo

  • Estagiário OCC
  • Prata
  • **
  • 29
  • 2
Re: Q40
« Responder #10 em: Junho 09, 2016, 01:05:11 am »
Corrijam-me se estiver enganado...

Já verificamos que esta questão gera impostos diferidos, no entanto se vamos reconhecer um ganho, essa situação não gera um passivo por imposto diferido visto que nos irá aumentar futuramente o lucro tributável e por consequente, mais imposto a pagar quando o fundo for realizado?

Obrigado.

*

Offline Sandrine Pereira

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 113
  • 1
Re: Q40
« Responder #11 em: Junho 09, 2016, 12:29:08 pm »
Corrijam-me se estiver enganado...

Já verificamos que esta questão gera impostos diferidos, no entanto se vamos reconhecer um ganho, essa situação não gera um passivo por imposto diferido visto que nos irá aumentar futuramente o lucro tributável e por consequente, mais imposto a pagar quando o fundo for realizado?

Obrigado.


Penso da mesma forma colega!
Teriamos que registar Impostos diferidos passivos e não ativos...

*

Online PFSilva

  • Estagiário OCC
  • Platina
  • ****
  • 234
  • 5
  • "Mentalize coisas boas e elas acontecerão"
Re: Q40
« Responder #12 em: Junho 09, 2016, 01:15:09 pm »
deb 41581 cred 772 150€
deb 8122 cred  2742 31,50€

pensei assim porque como estava a registar um proveito, diferia  o imposto.....  :-\
Cumprimentos

*

Offline 203013

  • Estagiário OCC
  • Ouro
  • ***
  • 68
  • 0
Re: Q40
« Responder #13 em: Junho 09, 2016, 02:29:42 pm »
Corrijam-me se estiver enganado...

Já verificamos que esta questão gera impostos diferidos, no entanto se vamos reconhecer um ganho, essa situação não gera um passivo por imposto diferido visto que nos irá aumentar futuramente o lucro tributável e por consequente, mais imposto a pagar quando o fundo for realizado?

Obrigada

Está correta! Gera um imposto diferido, e como é um ganho, terá imposto a pagar, por isso gera um "Passivo por impostos diferidos",

*

Offline lenia_12

  • C.C
  • Ouro
  • ***
  • 157
  • 0
Re: Q40
« Responder #14 em: Junho 09, 2016, 04:28:01 pm »
Corrijam-me se estiver enganado...

Já verificamos que esta questão gera impostos diferidos, no entanto se vamos reconhecer um ganho, essa situação não gera um passivo por imposto diferido visto que nos irá aumentar futuramente o lucro tributável e por consequente, mais imposto a pagar quando o fundo for realizado?

Obrigado.

Caro colega, penso que tenha razão.
Contudo no exame não tive em atenção que seria uma perda por imparidade de um rendimento, logo seria ao contrário, e portanto responde AID.

 

Mensagens recentes

A que conta devo levar o IVA das Facturas de compras de materiais e mão de Obra? por contabilistas.net
[Hoje às 10:45:45 am]


Re: Possivel Recurso - Questão 47 por Osilva
[Hoje às 10:39:38 am]


Re: Contestação da 49 por Osilva
[Hoje às 10:32:03 am]


Loja de roupa e gabinete de contabilidade por contabilidade0353
[Hoje às 09:08:46 am]


Formação/ Brasil e EUA por Mila
[Janeiro 15, 2017, 03:28:58 pm]


Donativos/Declaração Modelo 25 por Mila
[Janeiro 15, 2017, 03:21:34 pm]


Re: Processamento Subs. Natal por cmlisboam
[Janeiro 15, 2017, 12:17:12 pm]


Re: falta por falecimento por cmlisboam
[Janeiro 15, 2017, 12:03:49 pm]


Re: Falta por ajudar familiar de 1ºgrau por cmlisboam
[Janeiro 15, 2017, 11:58:50 am]


Re: Simulador do IRS para 2017 Versão 01 por nuno50
[Janeiro 15, 2017, 11:33:52 am]


Re: Recibos Verdes por nuno50
[Janeiro 15, 2017, 11:26:25 am]


Re: Resposta - Bastonário por ANDS
[Janeiro 14, 2017, 08:43:17 pm]

Votações

Você não está autorizado a ver Sondagens neste quadro.