collapse

Procurar


Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes

  • 9 Respostas
  • 2386 Visualizações
*

Offline ccdiana

  • ***
  • 81
  • 0
  • Sexo: Feminino
Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« em: Junho 01, 2018, 11:18:18 am »
Bom dia colegas.

Uma empresa perdeu um Processo Judicial a favor de um cliente.

Precisava da Vossa ajuda para as seguintes contabilizaçõe s:

1º)
Como contabilizar o seguinte pagamento da Decisão do Tribunal:
Capital: 148000,00 €
Juros de mora á taxa comercial até hoje: 27000,11 €
Taxa de Justiça: 51,00 €
Provisão Agente de Execução: 494,00 €

TOTAL: 175545,11 €


2º)
Atendendo a que esta empresa tinha um valor de 120000,00 € a receber desse mesmo cliente, para que conta deve ir este saldo?


Cumprimentos,

Desde já muito obrigada
Diana Costa

*

Offline kushinadaime

  • *****
  • 2721
  • 86
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #1 em: Junho 01, 2018, 02:12:34 pm »
Precisa de ler a "sentença", com especial cuidado em relação às datas.
Imaginemos que é um subcontrato que não cumpriu alguma regra de conformidade.
Como já tem a parcela do solicitador de execução podemos supor que a causa foi perdida há já algum tempo, e se foi anda no ano passado, então as parcelas de juros e taxa de justiça são custos de exercícios anteriores.
Mas se já forem deste ano, devem ser somadas e levadas a uma 688 (estes juros são penalidades e não são de financiamento, e por isso não vão à 69).
O solicitador de execução, deve ir à 688..., ou à 62 contencioso e notariado, porque esta parcela são serviços "legais"...
Caso entenda útil pode abrir uma 688 para contencioso ou um nome semelhante (não é uma 62 contencioso e notariado porque, excepto a provisão do agente, a empresa não recebeu de volta fornecimentos e serviços).

A classificação do capital depende da "finalidade" do processo perdido, e da data, e ainda se os 148000 são materiais ou se é uma grande empresa e esse valor é insignificante .

A contrapartida pode ser caixa ou dinheiro, depositado à ordem do processo ou pago ao agente de execução, isso assumindo que o agente não penhorou o imóvel, que sendo o caso a contraparida será o imóvel (só para dar um exemplo aleatório).

*

Offline ccdiana

  • ***
  • 81
  • 0
  • Sexo: Feminino
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #2 em: Junho 04, 2018, 09:55:45 am »
Muito obrigada colega.

E em relação à conta 21 com saldo devedor desse cliente (120000,00€)? Deve ir para uma 683? 

Obrigada :)

Precisa de ler a "sentença", com especial cuidado em relação às datas.
Imaginemos que é um subcontrato que não cumpriu alguma regra de conformidade.
Como já tem a parcela do solicitador de execução podemos supor que a causa foi perdida há já algum tempo, e se foi anda no ano passado, então as parcelas de juros e taxa de justiça são custos de exercícios anteriores.
Mas se já forem deste ano, devem ser somadas e levadas a uma 688 (estes juros são penalidades e não são de financiamento, e por isso não vão à 69).
O solicitador de execução, deve ir à 688..., ou à 62 contencioso e notariado, porque esta parcela são serviços "legais"...
Caso entenda útil pode abrir uma 688 para contencioso ou um nome semelhante (não é uma 62 contencioso e notariado porque, excepto a provisão do agente, a empresa não recebeu de volta fornecimentos e serviços).

A classificação do capital depende da "finalidade" do processo perdido, e da data, e ainda se os 148000 são materiais ou se é uma grande empresa e esse valor é insignificante .

A contrapartida pode ser caixa ou dinheiro, depositado à ordem do processo ou pago ao agente de execução, isso assumindo que o agente não penhorou o imóvel, que sendo o caso a contraparida será o imóvel (só para dar um exemplo aleatório).

*

Offline kushinadaime

  • *****
  • 2721
  • 86
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #3 em: Junho 04, 2018, 01:34:36 pm »
Depende do processo.
Esse valor só é mexido se tiver alguma relação com o processo. se for uma dívida de uma factura diferente, que nada tem a haver com o processo continua a ser exigível, por exemplo, a dívida continua a existir.

*

Offline ccdiana

  • ***
  • 81
  • 0
  • Sexo: Feminino
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #4 em: Junho 05, 2018, 10:32:39 am »
Neste caso as faturas estão relacionadas com o processo.


Depende do processo.
Esse valor só é mexido se tiver alguma relação com o processo. se for uma dívida de uma factura diferente, que nada tem a haver com o processo continua a ser exigível, por exemplo, a dívida continua a existir.

*

Offline ccdiana

  • ***
  • 81
  • 0
  • Sexo: Feminino
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #5 em: Junho 06, 2018, 09:34:26 am »
Depende do processo.
Esse valor só é mexido se tiver alguma relação com o processo. se for uma dívida de uma factura diferente, que nada tem a haver com o processo continua a ser exigível, por exemplo, a dívida continua a existir.

Colega, muito obrigada por todo o apoio.

Acontece que todas estas perdas dizem respeito ao exercício de 2017 ano da decisão do tribunal (que ainda estou a encerrar devido a atrasos na entrega dos documentos).
Achei que o mais lógico seria colocar esse valor (da conta 21) numa conta 683 mas se assim o fizer como todos estes valores (decisão do processo; dívida incobrável) entrarão na DR e a empresa não tem assim uma grande dimensão esta apresentará um prejuízo elevadíssimo.

Mas penso que é assim que terei de proceder, correto?

*

Offline ccdiana

  • ***
  • 81
  • 0
  • Sexo: Feminino
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #6 em: Junho 07, 2018, 03:21:07 pm »
Alguém pode ajudar por favor?  :-[

Tratou-se de um incumprimento de algumas clausulas do contrato de fornecimento de serviços entre as partes.
Todos os valores relacionados com a perda do processo tem de ir para a 68 assim como o valor da dívida que a cliente tinha para com esta empresa tem de ser saldado. A contrapartida terá de ser também a conta 683?
E, consequentemen te todos estes valores serão refletidos na DR.

Estou a pensar bem?

Com todas estas perdas a empresa apresentará um prejuízo de cerca de 400.000€, o que implicará um capital próprio negativo.

*

Offline jcolaco

  • **
  • 32
  • 0
  • Sexo: Masculino
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #7 em: Junho 07, 2018, 04:30:13 pm »
já li o texto todo e ainda não percebi uma coisa

A empresa tem de pagar de indeminização 175.000 € (já com custas) e deixa de receber 120.000 € desse cliente? Ou os 175 já incluem os 120?


Alguém pode ajudar por favor?  :-[

Tratou-se de um incumprimento de algumas clausulas do contrato de fornecimento de serviços entre as partes.
Todos os valores relacionados com a perda do processo tem de ir para a 68 assim como o valor da dívida que a cliente tinha para com esta empresa tem de ser saldado. A contrapartida terá de ser também a conta 683?
E, consequentemen te todos estes valores serão refletidos na DR.

Estou a pensar bem?

Com todas estas perdas a empresa apresentará um prejuízo de cerca de 400.000€, o que implicará um capital próprio negativo.

*

Offline kushinadaime

  • *****
  • 2721
  • 86
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #8 em: Junho 07, 2018, 04:58:24 pm »
Assim sem ler a "sentença" é impossível de responder.
Imagine que o processo é só para o cliente receber a indemnização pelo incomprimento, e a "sentença" deu razão na totalidade ao cliente, então, como o valor em dívida não estava sequer em causa no processo, o valor continua a ser uma dívida a pagar pelo cliente. No entanto se o fornecedor quiser cobrar, dependendo do conteúdo poderá será fácil o cliente colocar a cobrança em causa, mas neste momento assim (no meu caso imaginário) a dívida é devida.
Tudo isto para explicar que sem ler é impossível responder, e mesmo lendo poderá haver dúvidas...
Se calhar o melhor é falar com o cliente e se conseguir até será melhor falar com o advogado e não com o cliente, para saber qual é o entendimento dele.

*

Offline ccdiana

  • ***
  • 81
  • 0
  • Sexo: Feminino
Re: Decisão Processo Judicial - Dívida de clientes
« Responder #9 em: Junho 08, 2018, 10:49:13 am »
Deixou de receber os 120 mil.


já li o texto todo e ainda não percebi uma coisa

A empresa tem de pagar de indeminização 175.000 € (já com custas) e deixa de receber 120.000 € desse cliente? Ou os 175 já incluem os 120?


Alguém pode ajudar por favor?  :-[

Tratou-se de um incumprimento de algumas clausulas do contrato de fornecimento de serviços entre as partes.
Todos os valores relacionados com a perda do processo tem de ir para a 68 assim como o valor da dívida que a cliente tinha para com esta empresa tem de ser saldado. A contrapartida terá de ser também a conta 683?
E, consequentemen te todos estes valores serão refletidos na DR.

Estou a pensar bem?

Com todas estas perdas a empresa apresentará um prejuízo de cerca de 400.000€, o que implicará um capital próprio negativo.

 

Empregos

Não foram encontradas mensagens.

* Exame OCC

Re: Q 17 por Rute Mariani
[Janeiro 15, 2021, 02:58:47 pm]


Re: Q.21 manhã por MonicaSofia
[Janeiro 11, 2021, 11:15:40 pm]


Re: Q 13 Tarde por Jorgemiguelcc
[Janeiro 11, 2021, 07:19:13 pm]


Re: Q 12 Tarde por Jorgemiguelcc
[Janeiro 11, 2021, 07:12:58 pm]

Votações

Você não está autorizado a ver Sondagens neste quadro.
Janeiro 2021
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 [21] 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31

Desculpe! Não há eventos disponíveis neste momento.