collapse

Procurar


Despesas não resultantes da atividade da empresa

  • 1 Respostas
  • 2028 Visualizações
*

Offline Jorge Gomes

  • ****
  • 262
  • 6
  • Sexo: Masculino
Despesas não resultantes da atividade da empresa
« em: Novembro 11, 2018, 11:18:49 am »
Caros colegas, gostaria da v/ opinião e procedimentos nestes casos, pois estou convicto que estes movimentos acontecem frequentemente na vida das empresas:
 - Tenho empresas que efetuam todo o tipo de gastos (concretamente gastos em supermercados, etc) com os recursos da mesma;
 - Esses gastos não contribuem para garantir que a empresa tenha LT (no âmbito do artº 23 cirs);
 - Estão debitados alguns em contas bancárias e com NIF da empresa;

Este tipo de documentos em minha opinião não poderiam ser lançados nas contas da empresa, pois não representam qualquer valia para a atividade da mesma, mas como têm NIF da empresa e debitadas na conta bancária, estarei correto ao analisa-las como Despesas não devidamente documentadas (acrescendo no final exercicio ao mod 22 IRC), ou deverei analisa-las como despesas não documentadas (penso que não).
Ou ainda, e aqui estou consciente que deverá ser o mais correto, levar à conta do sócio, pois para todo o efeito, foram despesas efetuadas pelo próprio em seu beneficio?

O contributo que possam dar para eu esclarecer esta minha duvida, fico-vos grato.


*

Offline kushinadaime

  • *****
  • 2724
  • 86
Re: Despesas não resultantes da atividade da empresa
« Responder #1 em: Novembro 11, 2018, 11:45:16 am »
Concordo mais com a opção de levar à conta-corrente, e depois, quando achar conveniente ver com a gestão o que se deve fazer. Ou é empréstimo/reembolso de empréstimo ou é distribuição antecipada de rendimentos, ou são rendimentos categoria A/prémios/gratificação de balanço em espécie...

A variação patrimonial, a saída do dinheiro existiu, pelo que tem que ser lançada. Agora a natureza dessa saída tem que ser vista com a gerência, pois cada decisão diferente que se tome tem as suas consequências.
E nos entre-tantos, enquanto não se vê com a gerência o que se faz, pode ficar em conta corrente.
E o documento de suporte deve ser a factura de supermercado, já que na parte final vai lá aparecer a movimentação da conta bancária da empresa. Mas isto tem que ser visto com cuidado, digo isto porque se a justificação for por exemplo, reembolso parcial de empréstimo feito por sócio à empresa não há problema, mas se optarem pelas despesas não documentadas.. .

 

Empregos

Não foram encontradas mensagens.

Mensagens recentes

Compra de carteira de clientes por Bap001
[Hoje às 04:46:52 pm]


Apoio Edifícios mais sustentáveis por jessicasilva10230
[Hoje às 04:01:40 pm]


Método Trabalho por fcpfcp
[Hoje às 03:05:30 pm]


Mais valia (venda de imóvel) por tatiisa
[Hoje às 12:02:04 pm]


Comunicação dos elementos das faturas emitidas - Não residente por Maurício Marquez
[Hoje às 11:29:46 am]


Re: ponto 2.5 da lista II por Contabilistas.net
[Hoje às 10:45:13 am]


ponto 2.5 da lista II por GIL321
[Abril 11, 2021, 05:05:49 pm]


IVA motocultivador por GIL321
[Abril 11, 2021, 05:01:18 pm]


Re: Remuneração Socio gerente Unipessoal por HR
[Abril 11, 2021, 10:27:35 am]


Remuneração Socio gerente Unipessoal por Nuno Oliveira
[Abril 10, 2021, 07:37:08 pm]


Re: Conta 73 - Variação dos inventários por GERGUIGON
[Abril 10, 2021, 04:51:51 pm]


Re: Fatura Venda Imovel por GERGUIGON
[Abril 10, 2021, 04:30:21 pm]

Votações

Você não está autorizado a ver Sondagens neste quadro.
Abril 2021
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 [12] 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30

Desculpe! Não há eventos disponíveis neste momento.